Qual é o melhor tratamento para as cicatrizes de acne?

Acne

Acne é  uma doença inflamatória crônica dos folículos pilossebáceos e das glândulas sebáceas. As áreas mais freqüentemente afetadas pela acne incluem face, pescoço, tronco e costas. Estima-se que a acne atinja a população em  cerca de 85% dos adolescentes, 8% entre 25-44 anos e 3 % entre os 35-44 anos de idade.
Existem três principais causas para a acne. Uma delas é a esfoliação desordenada, em que há  basicamente o entupimento dos poros da pele. Outro fator associado a esta obstrução dos poros é o aumento da produção de sebo, óleo em excesso, contribuindo para o surgimento da acne. O terceiro motivo, é o aumento  excessivo de bactérias nos poros, causando inflamação e infecção (principalmente a bactéria  Propionibacterium acnes).
 
A fim de reduzir e eliminar a acne, pelo menos, duas das três causas têm que ser resolvidas. Para melhores resultados, todos os três itens devem ser tratados simultaneamente.
A acne pode se apresentar de formas diferentes, variando de  comedões (cravos), pápulaspústulas,nódulos ou cistos. Quando há a presença de nódulos ou cistos, a inflamação expande-se por camadas mais profundas da pele, levando a destruição de tecidos, causando cicatrizes.
Vários comedões na região Nasal  Pápula em região temporal da face

Em muitos casos, muitas destas apresentações de acne podem estar presentes individualmente ou simultaneamente.

De acordo com o predomínio das lesões elementares presentes, podemos classificar as acnes em 3 tipos:

Classificação da Acne pelo Predomínio das Lesões:

  • ACNE COMEDÔNICA
    ACNE PÁPULO-PUSTULOSA
    ACNE NÓDULO-CÍSTICA

A acne é classificada de acordo com sua gravidade.

  • ACNE GRAU I: Comedônica. Presença apenas de comedões (cravos), sem lesões inflamatórias (espinhas).
  • ACNE GRAU II:   Pápulo-Pustulosa. Presença de comedões, pápulas e pústulas (espinhas).
  • ACNE GRAU III: Nódulo-Cística. Presença de comedões, espinhas e lesões císticas dolorosas.
  • ACNE GRAU IV:  Conglobata. Presença de comedões, espinhas, cistos maiores que podem se interconectar pela pele.
  • ACNE GRAU V: Fulminans. Forma rara que provoca queda do estado geral do paciente e exige internação hospitalar.
A acne é um problema médico que não só provoca inflamação temporária da pele, mas leva a defeitos cosméticos bastante incômodos, causando seqüelas ao longo prazo sob a forma de cicatrizes.
As cicatrizes da acne podem ser pequenas ou extensas e embora não sendo dolorosas, podem causar muita angústia psicológica. As pessoas que sofrem ou já sofreram com a acne são muito conscientes deste problema.
Cada olhar no espelho é um lembrete do que poderia ter sido, se as espinhas e cistos não tivessem ocorrido. Infelizmente, por mais avanços que possam ter ocorrido no tratamento das cicatrizes da acne, é importante lembrar que o tratamento da cicatriz irá melhorar a qualidade, a cor, o contorno, a profundidade  da pele acometida, porém  nunca retirará por completo a cicatriz.
Há muitas opções para o tratamento da cicatriz da acne. Então, qual será a melhor opção para você?
A melhor opção é aquela que é sempre individualizada para cada paciente, pois haverá pacientes que responderão melhor a um determinado tipo de tratamento do que outros. Cada pessoa é única e é melhor ter um programa de tratamento sob medida para obter o resultado ideal.
Por exemplo, pacientes com pele mais clara, que não bronzeiam-se, terão menor chance de evoluírem com uma hiperpigmentação (coloração da pele mais escura) após determinado tipo de tratamento, do que as pessoas que possuem a pele mais morena e que bronzeiam-se bastante quando se expõem ao sol.

Classificação do Fototipo da Pele de Fitzpatrick:

A classificação do fototipo da pele de cada paciente é muito importante, porque irá impactar no tipo de resultado proporcionado para cada tipo de tratamento.
Como em tudo em medicina, a escolha do melhor tratamento é feita a partir do correto diagnóstico.  Antes de programar qualquer tipo de tratamento é importante que você saiba qual o tipo de cicatriz presente no seu caso e quais as opções de tratamento.
Quase sempre há uma associação de tipos diferentes de cicatrizes, havendo muitas vezes um predomínio de um determinado tipo.
A escolha do melhor tratamento é baseada no tipo e no grau de intensidade da cicatriz, por isso é bom que você conheça ambos fatores.